Senhores Usuários

Com o objetivo de apresentar melhorias nos serviços disponibilizados pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amapá, o Departamento de Sistemas está implementando novos procedimentos tecnológicos relativos à estrutura de dados e ferramentas de desenvolvimento de software, podendo acarretar nesse período de transição picos de instabilidades em alguns serviços, tais como: Tucujuris, Módulo de Gestão Processual, Administrativa, Tucujurômetro, Tucujurisdoc e Portal da Transparência.

Caso necessário, contactar no ramal 3165.

Comarca de Vitória do Jari

Vara Única da Comarca de Vitória do Jari

Av. 15 de Maio, S/N, Centro
68924-000 - Vitória do Jari - AP
Fone. (096) 3622-1440/1505
Fax: 3622-1505

Juiz Titular e Diretor:  DAVI SCHWAB KOHLS
Chefe de Secretaria: Ana Carolina Pacheco da Costa
Assessor Jurídico: Adriana Oliveira Martins

Informações da Comarca de Vitória do Jarí

Vitória do Jari é o mais novo Município do Estado e sua emancipação político-administrativa deu-se em 08 de setembro de 1994. As origens estão diretamente ligadas à história de desenvolvimento de Laranjal do Jari, particularmente aos acontecimentos referentes à instalação e funcionamento do Projeto Jari Florestal. A sede do Município ainda hoje representa uma ampliação das estratégias de ocupação ribeirinha iniciada em Laranjal do Jari, ambas compartilhando dos mesmos benefícios e problemas refletidos pelas condições de vida palafítica de suas populações e pelos interesses conflitantes com o empreendimento que lhes promovem maior sustentação econômica.

O Município de Vitória do Jari, desmembrado do município de Laranjal do Jari, foi criado por determinação da lei n.º 0171, de 08 de setembro de 1994. Vitória do Jari surgiu do anseio da população ver transformado em benefícios para a localidade, os impostos pagos pela CADAM (empresa que explora o minério daquela região).

Trata-se de um núcleo populacional formado por pessoas que trabalhavam no parque industrial da CADAM, logo fixaram residência e criaram um pólo econômico ativo, onde se instalaram inúmeras atividades de comércio e serviços, destinados a atender necessidades imediatas da população. O núcleo rapidamente cresceu e adquiriu condições para se transformar em Município.

Por estar próximo do Município de Laranjal, Vitória do Jari, conhecido popularmente por Beiradinho, enfrenta os mesmos problemas daquele Município: Enchentes, desemprego e condições de moradia precárias para a população menos assistida, que vive sobre pontes e palafitas, etc. Novos bairros começam a se estruturar em áreas firmes, como é o caso da Cidade Livre.

Dados Gerais

Lei de Criação. Nº 171, de 8 de setembro de 1994
Distância da capital. 213 Km

Limites

Norte : Laranjal do Jarí e Mazagão
Sul     : Estado do Pará
Leste : Rio Amazonas
Oeste: Estado do Pará

Clima

Tropical chuvoso

Temperatura Média

Mínima de 20º e máxima de 34ºC

Economia

Setor primário. Criação de gados bovinos e bubalinos.
Agricultura. Milho, banana, melancia, jerimum, arroz, mandioca, etc.
Setor terciário. Pequenas mercearias, bares e diversas boates

Atrações Turísticas

Viagens de catraias pelo Rio Cajari e à noite, uma visão deslumbrante da fábrica da Jari, que fica do outro lado do rio. Além disto, são permitidas visitas à mina de extração do Caulim (morro do Felipe).
Eventos Culturais. Festejos em junho (dia 29) em louvor a São Pedro, padroeiro do lugar. Festival do Caiu, no mês de novembro. Em Jarilândia, no mês de dezembro, acontecem as festividades em louvor a Nossa Senhora da Conceição. 


Dados do IBGE
Area do Município

2.482,888 km²

População

14.045 habitantes estimada em 2014

Densidade Demográfica

5,01 hab/km2 em 2010

Índice de Desenvolvimento Humano Municipal(IDHM)

0,619 em 2010

 

selo-ouro-cnj selo-ouro-cnj