COMUNICADO

Informamos que a partir do dia 28/03/2017, as imagens das assinaturas dos documentos emitidos através do TUCUJURIS, assinados digitalmente, estão sendo gradativamente suprimidas, sem prejuízo de sua validade, conforme Lei n.º 11.419/2006 e Resolução n.º 1074/2016-TJAP. A autenticidade dos documentos deve ser verificada pelo código hash, no portal do Tribunal.

Gestão de Riscos é tema de curso proporcionado pela EJAP a servidores da área administrativa do Judiciário

gestaoriscoejap 9A Escola Judicial do Amapá está realizando, nos dias 11 e 12 de setembro, o curso “A Gestão de Riscos como um Processo Contínuo para Geração de Valor”. O curso, que ocorre no Plenário do TRE/AP, é ministrado pelo professor Jetro Coutinho Missias, bacharel em Administração pela Universidade de Brasília (UnB), pós-graduado em Direito Financeiro e Tributário e pós-graduado em Direito Administrativo, especialista em gestão de riscos e controles internos e Auditor do Tribunal de Contas da União.

gestaoriscoejap 10O conteúdo do curso é voltado para o cotidiano de uma organização pública. “Nossas organizações têm várias competências, algumas chegam a ser desumanas tamanho é o desafio que tem que enfrentar. O curso de Gestão de Riscos as ajuda a saberem priorizar aquilo que vai resultar para elas no maior alcance dos objetivos”, explicou o professor, ressaltando que é preciso saber identificar e tratar os problemas para saber como proceder e evitar que os objetivos da instituição não sejam atingidos.

gestaoriscoejap 8Todas as organizações públicas enfrentam situações de risco e Jetro Missias exemplificou algumas. “Podemos pensar em um processo de contratações, quando o órgão tem a fase da licitação, se prepara e lança o edital, mas nenhuma empresa se apresenta como interessada na proposta. Então, que tipo de medidas o órgão pode adotar? Outro exemplo, na área de recursos humanos, como a organização está favorecendo a sucessão de líderes para substituir aquele servidor que tão bem conhece o setor, quando este se aposentar?”, exemplificou.

Outro aspecto da Gestão de Risco é a imagem da instituição. No Brasil de hoje esse tema tem sido bastante debatido. Para o professor Jetro essa é uma questão “muito delicada”, que tem a ver com a “desconfiança que a população tem nas instituições públicas”. Segundo ele, “qualquer situação, por mais técnica que seja, que a mídia venda como desconfiança o cidadão compra a ideia rapidamente.

gestaoriscoejap 5Porém, o auditor do TCU argumenta que, quando o órgão público começa a entregar resultados, agregando valor às suas funções, o cidadão passa a entender de forma diferente seu papel. “Acredito que a ponte para que estabeleçamos a confiança da sociedade nas instituições é a entrega de resultados”.

Quanto ao risco de imagem propriamente dito, ele acredita que a Gestão de Riscos ajuda a blindar as organizações. “Quando a crise de imagem se instala, o correto é sempre deixar as coisas mais claras possíveis. Mas, é sempre recomendável fugir dos jargões de sempre alegar inocência e não ter nada a esconder. Ao contrário, é bom que a sociedade veja que os processos de investigação abertos sejam sempre transparentes, para que as pessoas entendam que aquela situação está sendo efetivamente apurada e não sendo jogada para debaixo do tapete”, finalizou.

gestaoriscoejap 2O servidor do Tribunal de Justiça do Amapá, Veridiano Colares, lotado na EJAP, esclarece que o tema Gestão de Riscos vem sendo abordado nas instituições desde 2013. Segundo ele, “o centro da questão é proporcionar que as aquisições de material e serviços sejam feitas pelas organizações públicas da forma mais correta, de forma a serem bem utilizadas pela sociedade”.

O curso atende a uma exigência do Tribunal de Contas da União, que através de seus acórdãos determina que as questões relativas à Gestão de Riscos sejam observadas pelas instituições. O modelo de gestão está sendo implantando tanto no TJAP, quanto no Tribunal Regional Eleitoral do Amapá, “para evitar desperdícios perdas e até mesmo aquisições desnecessárias". Por essa razão foram chamados a fazer o curso todos os servidores da área administrativa do Judiciário.

“Tudo começa pela Comissão Permanente de Licitações, Departamento de Contratos e Convênios, Departamento Financeiro, Departamento de Gestão de Pessoas e, em especial, o Controle Interno. Esse último setor é que vai ser o agente fiscalizador das demandas que serão implementadas já com esse conceito da política de Gestão de Riscos”, concluiu Veridiano.

- Macapá, 12 de setembro de 2017 - 

Assessoria de Comunicação Social 
Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial 
Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá 
You Tube: TJAP Notícias 
Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial 
Instagram: @tjap_oficial 
Programa Justiça por Elas - Rádio 96.9 FM 
Programa Conciliando as Diferenças - Rádio 96.9 FM 
Programa Justiça em Casa - Rádio 96.9 FM 
Programa nas Ondas do Judiciário - Rádio Difusora 630 AM 
Programa Justiça Contando Histórias - Rádio Difusora 630 AM 

selo-ouro-cnj selo-ouro-cnj