A programação do FONAJE foi atualizada

acompanhe aqui.

Empreendedorismo e palestra sobre violência doméstica marcam o Dia da Mulher no Fórum de Macapá

JUIZADOMULHERMCP 1Como parte da programação em comemoração ao Dia Internacional da Mulher - 08 de março, o Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher da Comarca de Macapá realizou uma extensa programação no Hall da Central de Conciliação do Fórum, que contou com exposições de produtos de mulheres empreendedoras e palestra sobre as formas de violência de gênero. (VISUALIZAR FOTOS)

JUIZADOMULHERMCP 5A ação foi organizada pelo Núcleo Psicossocial de Acolhimento à Família (NUPAF), unidade vinculada ao Juizado. Para o evento a equipe convidou mulheres que produzem os mais diversos tipos de produtos para comercialização na ocasião, provocando o interesse das pessoas que estavam nos corredores do prédio.

JUIZADOMULHERMCP 26Em uma das iniciativas denomina Monteiros Lopes da Mariana, Yane Sandim falou que o trabalho surgiu por incentivo de sua filha de cinco anos. “Minha filha queria fazer uma viagem para Fortaleza, falei a ela que precisaria juntar dinheiro. Como eu sempre fiz Monteiro Lopes ela deu a ideia de produzimos para vender, assim começou a levar para brechós e eventos culturais. Conseguimos o dinheiro para viagem e hoje mantemos essa ideia com toda a família”, explicou.

JUIZADOMULHERMCP 20A ação também contou com a palestra da professora e socióloga Kátia Paulino, que fez uma reflexão sobre as diversas formas de violência que as mulheres sofrem. “Temos avançado muito com relação a essa discussão, o próprio empoderamento da mulher tem sido progressivo, mas infelizmente os indicadores ainda são negativos nesse sentido, pois a violência está ligada a questões do machismo no Brasil”, argumentou.

JUIZADOMULHERMCP 15Durante toda a semana, o Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Macapá está engajado nos julgamentos de casos envolvendo violência contra a mulher, assim como todas as unidades do Judiciário brasileiro, que participam da Campanha Justiça pela Paz em Casa, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). O juiz titular da Unidade, Normandes Antônio de Sousa, falou que infelizmente ainda se mantém essa cultura dentro da sociedade brasileira.

JUIZADOMULHERMCP 3“Neste dia nem todas as mulheres estão felizes porque algumas foram vítimas de violência ontem mesmo. Na pauta de hoje temos várias audiências e atendimentos oriundos da Delegacia Especializada de Crimes contra a Mulher, porque muitos homens ainda estão agredindo e desrespeitando suas companheiras”, relatou o magistrado.

O juiz ponderou que o mutirão de julgamentos ajuda a aliviar a pauta e também chama a atenção da população sobre o problema da violência contra a mulher, o que deve ser combatido por toda a sociedade.

-Macapá, 08 de Março de 2018-                                         

Assessoria de Comunicação Social do TJAP

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

YouTube: TJAP Notícias

Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial

Instagram: @tjap_oficial

Programa Conciliando as Diferenças- Rádio 96.9 FM

Programa A Justiça em Casa- Rádio 96.9 FM

Programa Nas Ondas do Judiciário- 630 AM

selo-ouro-cnj selo-ouro-cnj