Senhores Usuários

Com o objetivo de apresentar melhorias nos serviços disponibilizados pelo Tribunal de Justiça do Estado do Amapá, o Departamento de Sistemas está implementando novos procedimentos tecnológicos relativos à estrutura de dados e ferramentas de desenvolvimento de software, podendo acarretar nesse período de transição picos de instabilidades em alguns serviços, tais como: Tucujuris, Módulo de Gestão Processual, Administrativa, Tucujurômetro, Tucujurisdoc e Portal da Transparência.

Caso necessário, contactar no ramal 3165.

Semana Mensal de Execução Fiscal do CEJUSC realiza 700 atendimentos durante mutirão

encerraexecusem 1Uma cerimônia realizada no fim da manhã de terça-feira, 10, na Central de Conciliação do Fórum de Macapá marcou o encerramento da Semana de Conciliação em Execução Fiscal com o “Dia D do REFIS 2018”, organizada pela Justiça do Amapá com a finalidade de intermediar as negociações entre empresários e demais empreendedores em atraso com o recolhimento do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), interessados em fazer adesão ao Programa de Recuperação Fiscal (Refis).

encerraexecusem 5Na ocasião o procurador-chefe da Procuradoria Tributária do Amapá, Victor Morais, afirmou que o número de acordos e a quantidade de empreendedores que procuraram o Cejusc do Fórum de Macapá foi superior às demais ações realizadas pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE). O número chegou a 700 atendimentos nos sete dias de mutirão, e mais de 300 empresários regularizaram suas situações com o fisco estadual.

“Foram em média 100 atendimentos por dia e pelo menos 50 parcelamentos diários, números que provam o diferencial nessa semana que teve como o grande destaque o REFIS, portanto o balanço é altamente positivo”, comemorou o procurador.

encerraexecusem 17De acordo com a juíza Joenilda Lenzi, coordenadora do Cejusc do Fórum de Macapá, a conciliação continua sendo a melhor saída para solucionar conflitos. “Foi um momento muito importante porque tem pessoas que estão com seus empreendimentos parados por conta desses débitos, do volume de juros e outras dificuldades existentes que impediam a regularização da situação. Com essa parceria com a procuradoria do Estado e a Fecomércio esses empreendedores tiveram a oportunidade de tirar o nome da inadimplência”, afirmou a magistrada.

encerraexecusem 2Durante o mutirão, os pequenos, médios e grandes empreendedores tiveram a oportunidade de quitar seus débitos com até 95% de descontos em multas e juros. Os devedores que por algum motivo não puderam fazer adesão ao programa durante a semana poderão procurar a PGE, porém, não terão a mesma facilidade como o número de parcelas e o abatimento nos juros

encerraexecusem 4O diretor financeiro da Federação do Comércio do Amapá, Miguel Ângelo Martins, que na ocasião representou o presidente da Fecomércio/Ap, disse que a ação foi importante tanto para os empresários quanto para a economia. “Nesse momento de crise os empresários necessitavam de uma oportunidade como essa para negociar com o governo e com os nossos fornecedores para continuar vivos e mantendo os empregos daqueles que ajudam a fomentar a economia”, destacou o diretor.

O mutirão de negociação foi realizado pelo Centro Judiciário de Solução de Conflitos (CEJUSC) do Fórum de Macapá, em cooperação com o Governo do Amapá e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Amapá (Fecomércio/AP).

 

Macapá, 11 de Abril de 2018-                                         

Assessoria de Comunicação Social do TJAP

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

YouTube: TJAP Notícias

Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial

Instagram: @tjap_oficial

Programa Conciliando as Diferenças- Rádio 96.9 FM

Programa A Justiça em Casa- Rádio 96.9 FM

Programa Nas Ondas do Judiciário- 630 AM

 

selo-ouro-cnj selo-ouro-cnj