Nossa reverência para o Juiz Matias Pires Neto

 matias 5- Macapá, 06 de novembro de 2015-

Um magistrado dedicado e determinado em desempenhar suas funções, superando metas. É visto por sua equipe de trabalho como um juiz de refinado tratamento aos jurisdicionados, servidores, magistrados, advogados e defensores.  O juiz MATIAS PIRES NETO, reconhecido por ter sua conduta pessoal e profissional exemplar, proporciona ao público que procura os serviços da 4ª Vara Criminal da Comarca de Macapá, um ambiente agradável e receptivo, onde todos primam por atender da melhor maneira o cidadão.

 matias 11O magistrado tem 45 anos, é filho do casal José Maria Pires, servidor da Receita Federal, e da professora Lindacy de Moraes Pires. É casado com Edna Mara Tavares, e pai de Letícia, Luig e Lorenzo. Nascido em Macapá, o Juiz sustenta com orgulho sua origem tucuju.

DETERMINAÇÃO E FOCO NOS ESTUDOS

Sua trajetória de sucesso começou com a obstinação pelos estudos, tendo sido aluno da tradicional Escola Pública Coaracy Nunes, da Escola Visconde Mauá (SESI), do antigo GM e do Colégio Amapaense, onde concluiu o curso de habilitação básica em construção civil.

“Meu pai queria que eu fosse engenheiro civil, mas percebi que não era dessa área que eu mais me identificava. Na preparação para escolher o que eu faria no vestibular, optei pelo curso de Direito, sendo aprovado em duas Universidades de Belém do Pará: União de Ensino Superior do Pará (UNESPA) e na Universidade Federal do Pará (UFPA) em 1988. Meus pais me deram total apoio para estudar e não tive muitas dificuldades para concluir o curso de Direito na UFPA. O mais difícil era administrar a saudade do convívio da família e dos amigos”, disse o magistrado.

TRAJETÓRIA NO JUDICIÁRIO DO AMAPÁ

 matias 7Após formar-se em Direito no ano de 1991 pela Universidade Federal do Pará, o então bacharel Matias Pires, sabia que sua jornada em busca dos seus anseios profissionais estava apenas começando. Entre os objetivos almejados, estavam o de ser juiz de Direito, voltar para terra natal e poder dedicar seus serviços aos conterrâneos amapaenses.

Não demorou e a oportunidade apareceu. Após concorrer com centenas de candidatos ao concurso público do Tribunal de Justiça do Amapá, ao cargo de analista judiciário, ele foi aprovado. Iniciava alí sua brilhante carreira dentro do Poder Judiciário amapaense.

Como servidor, seu caminho rumo ao sucesso iniciou na 1ª Vara de Família na Comarca de Macapá e depois no Tribunal de Justiça, onde trabalhou na Secretaria da Secção Única.

 matias 6Em 1993, o Desembargador Luiz Carlos Gomes dos Santos fez o convite para que assumisse a função de Assessor Jurídico. Lisonjeado com o reconhecimento de seu trabalho, o magistrado aceitou o desafio onde permaneceu por dois anos.

Apesar do orgulho e do empenho que empregou em suas funções, mais um degrau rumo a seu objetivo precisava ser ultrapassado e, em 1995, prestou concurso público para a magistratura, alcançando a terceira colocação entre os classificados. Com sentimento de dever cumprido, suas noites em claro e horas de estudo, foram recompensadas com a tão sonhada posse de juiz de Direito substituto no dia 10 de agosto de 1995, função que exerceu por 3 anos até chegar à titularidade.

A BUSCA CONTÍNUA PELO CONHECIMENTO

O juiz MATIAS PIRES NETO sabe que o conhecimento adquirido durante anos de carreira vale muito mais do que qualquer tipo de riqueza material. Sabe também que todos os objetivos alcançados são frutos de muita dedicação aos estudos e ao trabalho.

Não satisfeito e sempre na busca de mais experiências e crescimento profissional, o magistrado concluiu o mestrado em 2010 e 2011 na Universidade Clássica de Lisboa (Portugal), após ser selecionado pela Escola Nacional da Magistratura, quando apenas dois juízes são escolhidos entre todos os Tribunais de Justiça do país.

Seu currículo profissional é extenso. É também professor e atualmente leciona a disciplina de Direito Processual Penal no Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP desde 2008, e Direito Processual Civil e Direito Civil na faculdade FAMA.

REFERÊNCIA EM BOAS PRÁTICAS

 matias 13Entre as boas práticas de destaque adotadas pelo magistrado, está a mais recente e inovadora realização da primeira audiência de preso por meio de videoconferência que ocorreu no dia 25 de novembro de 2013. O juiz MATIAS PIRES NETO designou a audiência e com a ajuda do Ministério da Justiça, que entendeu os problemas de estrutura e financeiros para trazer o réu ao Amapá, foi providenciado que o ato acontecesse por meio de videoconferência, evitando deslocamento e gastos elevados ao Amapá.

 matias 4E não parou por aí, no dia 27 de outubro de 2015, o magistrado Matias Pires Neto presidiu a segunda Audiência por Vídeoconferência no Estado do Amapá e a primeira no 1º grau realizada na sala de audiências da 4ª Vara Criminal da Comarca de Macapá, instalada no Fórum da capital, sede do juízo. A audiência por videoconferência aconteceu em conexão com o presídio de segurança máxima de Campo Grande/MS.

 matias 2“Os dois processos que permitiram a realização de audiências por Vídeoconferência, coincidentemente, foram distribuídos à 4ª Vara Criminal da Comarca de Macapá. A realização do ato representa a capacidade do Tribunal de Justiça de buscar novas tecnologias que permitam fazer as audiências por videoconferência, finalizando o processo com sentença. Além de ser mais rápido, também é menos oneroso aos cofres públicos”, destacou.

 matias 9Seu nome não é referência apenas em tecnologia e pioneirismo, pois o magistrado se empenha em tudo o que faz. Prova disto é que conseguiu zerar a taxa de congestionamento de processos conclusos para sentença, por diversas vezes.

Dedicação, comprometimento e competência refletem o cotidiano das funções exercidas pelo magistrado MATIAS PIRES NETO.

“Eu fico muito honrado com a lembrança e o reconhecimento pelos serviços que realizo juntamente com a minha equipe de trabalho aqui na 4ª Vara Criminal, sem esquecer a participação dos representantes do Ministério Público e da Defensoria Pública. Me sinto na obrigação de cada vez fazer mais e melhor, que não é mais do que a nossa obrigação, pois é nosso dever nos empenharmos todos os dias em cada tarefa que realizamos, sendo atencioso e responsável com todos”, finaliza.          

 

O Judiciário amapaense se orgulha de ser integrado por um magistrado que sabe que seus serviços são indispensáveis para que a sociedade local seja mais ordeira e cidadã. Seu esforço e dedicação merecem a nossa gratidão, reconhecimento e valorização. Por isso, prestamos a você a nossa mais justa e honrosa REVERÊNCIA.

==============================================================================================================

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD