Nossa Reverência ao servidor Herlan Alves

 5

- Macapá, 18 de dezembro de 2015-

Um homem sereno, tranquilo, de semblante alegre, que adora pescar, viajar, que ama a natureza e é referência no trabalho que realiza com dedicação e empenho. Essas são algumas características do servidor da Justiça do Amapá, HERLAN ANTÔNIO SOARES ALVES, 51 anos, filho do casal Vitor da Costa Alves e de Carmen Soares Alves e pai de Paulo Wilder Furtado Alves e de Ana Beatriz Freitas Alves.

TRAJETÓRIA

 9Herlan Alves começou seus estudos na Escola Estadual Princesa Izabel em 1971, depois transferiu-se para a Escola Estadual Coaraci Nunes, em 1978. Também estudou na Escola Estadual Antônio Cordeiro Pontes (antigo GM e Escola Integrada de Macapá), em 1982. No ano de 1983, Herlan Alves viajou para Belém do Pará onde estudou por um ano na Escola Superior de Educação Física. No ano seguinte, retornou para o Estado do Amapá com a intenção de iniciar sua vida profissional. Mas, essa experiência teve de iniciar do outro lado do rio, no vizinho Estado do Pará, visto que seu primeiro emprego foi na Empresa de Celulose Jari Florestal, localizada na cidade de Monte Dourado.

Incansável na busca por seu crescimento profissional e com o coração repleto de saudades de Macapá, Herlan não se conteve e retornou à Capital, conseguiu um novo trabalho na empresa Platon Engenharia onde permaneceu de 1988 a 1989.

A BUSCA INCESSANTE POR SUA VERDADEIRA MISSÃO

 10Porém, inquieto, ele ainda não estava satisfeito, precisava continuar a busca por sua verdadeira inclinação. Em junho de 1989 fez o concurso para soldado da Polícia Militar do Estado do Amapá, sendo aprovado. Contudo, Herlan Alves sabia que algo estava faltando para aquietar seus ideais de trabalho, pois o que seria suficiente para a maioria, não era para ele.

SUA CHEGADA AO JUDICIÁRIO DO AMAPÁ

 13E surge a oportunidade de realizar um novo concurso, uma nova tentativa de se encontrar, de conseguir algo que vai além da estabilidade financeira. Herlan decidiu realizar o concurso para ANALISTA JUDICIÁRIO do Tribunal de Justiça do Amapá, em abril de 1992. Após enfrentar inúmeras dificuldades, como estudar dentro das viaturas da polícia militar, horas sem dormir debruçado sobre livros e apostilas, todo seu esforço foi recompensado com sua aprovação.

A resposta deste homem determinado, empenhado e estudioso, que não se contenta com nada menos do que a plenitude da confirmação pessoal e profissional, veio com o intento que era fazer parte do quadro de Servidores da Justiça do Amapá (TJAP).

 12A bela trajetória do servidor da Justiça do Amapá, HERLAN ANTÔNIO SOARES ALVES, foi dedicada exclusivamente à Chefia de Secretaria do Tribunal do Júri, ante sua enorme capacidade de administração, organização e amplo conhecimento técnico da função que realizou.

Os primeiros passos de Herlan Alves na trajetória pelo Judiciário, foram dados na 1ª Vara do Tribunal do Júri, sob a supervisão dos saudosos magistrados Ivan José Ramos Álvaro e Francisco Souza de Oliveira, onde pode demonstrar todo seu potencial e qualidade profissionais, arrancando elogios e parabenizações dos colegas.

 11Em 2007, alcançou uma grande confirmação de seu trabalho, sendo agraciado com a Medalha de Honra ao Mérito do Tribunal do Júri de Macapá, devido aos relevantes serviços prestados ao Tribunal de Justiça do Amapá.

Até o ano de 2010 ele trabalhou ao lado do juiz João Guilherme Lages, que atualmente está convocado junto ao Tribunal de Justiça do Estado do Amapá.

 14Após esse período, Herlan Alves tem dedicado seus importantes serviços à 2ª Vara do Tribunal do Júri, atuando ao lado do juiz Luiz Nazareno Borges Hausseler. Neste ano decidiu desligar-se das funções de Chefe de Secretaria e voltou a exercer a função de Analista Judiciário, no Fórum de Macapá.

Nosso reverenciado prova novamente que não teme mudanças, mas sim a estagnação. Seu instinto criativo e obstinado o levam a evoluir e estar sempre pronto a contribuir com o Judiciário onde for solicitado.

“Fazer parte do quadro da Justiça do Amapá não foi nada fácil, mas lutei, estudei e consegui. Agradeço a Deus por ter um bom trabalho e uma bela família. Gostaria de aproveitar a oportunidade e desejar a todos os servidores do Judiciário e ao povo do Amapá um Feliz Natal e Feliz Ano Novo. Quero agradecer de coração esta homenagem que estou recebendo. Fico muito feliz pelo reconhecimento do meu trabalho. O Judiciário do Amapá e a minha família são a realização da minha vida”, relata emocionado, buscando na memória as vivências deste processo.

 

HERLAN ANTÔNIO SOARES ALVES, sua história de dedicação, determinação e suas inúmeras qualidades tão bem empregadas na atuação como um servidor exemplar da Justiça, nos motiva a prestarmos de forma solene esta singela, mas muito sincera homenagem a você, um membro da Instituição do Judiciário amapaense que tanto trabalha para que a Justiça do Amapá seja vista como uma das melhores Justiças do país, merecendo receber o prêmio SELO OURO concedido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Portanto, és merecedor de todo a admiração e REVERÊNCIA da Justiça do Estado do Amapá.

==============================================================================================================================================

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD