NOTÍCIAS TIC

Data Center do TJAP ganhará novo ambiente com mais segurança e eficiência na gestão de dados do Judiciário amapaense

DATANOVOESPACO.pngEm Sessão Administrativa realizada na manhã desta quarta-feira (01/09), o presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador Rommel Araújo comunicou aos participantes e espectadores sobre a transição do Data Center da Justiça, hoje localizado na Sede do TJAP, para o Prédio Anexo Desembargador Eduardo Contreras. A mudança permitirá umamais adequada acomodação da central de dados do Poder Judiciário do Amapá. A transição será realizada entre as 00:00h do dia 04 e as 00:00h de 08 de setembro, intervalo em que os sistemas administrativos e judiciais virtuais serão paralisados. No dia 8, o expediente será somente interno e os prazos processuais e administrativos que vencerem nesse período ficam prorrogados para o dia 09 de setembro.

O Data Center é um local onde estão concentrados os sistemas computacionais de uma empresa ou organização.

De acordo com o presidente do TJAP, desembargador Rommel Araújo, garantir a melhor acomodação do sistema de gerenciamento de dados tem sido uma das grandes prioridades do Poder Judiciário amapaense.

“A necessidade de mover o Data Center para um novo ambiente, com padrão internacional de qualidade e segurança, era sempre apontado por nossas unidades de tecnologia da informação como uma de nossas prioridades, afinal é o cérebro e o coração de nosso sistema de gestão processual, e é o ambiente que deve guardar de maneira segura as informações mais críticas do TJAP”, afirmou.

Para viabilizar a nova infraestrutura que abrigará o Data Center foram investidos, entre aquisição de sistemas e equipamentos, o montante de R$ 2.278.602,12 (dois milhões, duzentos e setenta e oito mil, seiscentos e dois reais e doze centavos). O investimento elevará a infraestrutura de Data Center para o nível Tier 2. Tier é um padrão mundial, dividido em quatro níveis, que indicam o quanto o Data Center está preparado para lidar com os problemas e quão sólida é sua infraestrutura.

Conforme explica o desembargador Rommel Araújo, com o avanço de novas aquisições de sistemas e equipamentos será possível que o Data Center do TJAP alcance nível Tier 3.  “Temos a possibilidade real de que em breve espaço de tempo possamos elevar novamente nossa qualidade e segurança de gestão de dados alcançando a pontuação 3 em uma escala que vai até 4”, concluiu o magistrado.

- Macapá, 01 de setembro de 2021

A reestruturação de Comitês determinados pelo CNJ é debatida entre os Departamentos de Sistemas, Informática e Secretaria de Gestão Processual e Eletrônica

 

ComiteRestruturacao.jpgEm atendimento ao que determina a Resolução nº 370, de 28 de janeiro de 2021, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que estabelece a Estratégia Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação do Poder Judiciário (ENTIC-JUD), os diretores da Secretaria de Gestão Processual Eletrônica (SGPE), Adelson Anderson; do Departamento de Informática e Telecomunicações (DEINTEL), Luiz Hamilton; e do Departamento de Sistemas (DESIS), Luiz Henrique Paranhos, reuniram-se na última sexta-feira (24), para tratar da reestruturação dos seguintes comitês: Gestão de Tecnologia da Informação, Governança de Tecnologia da Informação e Comunicação e Gestor de Segurança da Informação.

Segundo Luiz Henrique Paranhos, diretor do DESIS, o objetivo do encontro foi “o alinhamento da área de negócio (SGPE), com o departamento que trata de sistemas e bancos de dados (DESIS) e o departamento que cuida da infraestrutura de informática do TJAP (DEINTEL) para a definição desses comitês”.

Para Luiz Hamilton, diretor do DEINTEL, “esse alinhamento entre os setores cria uma decisão única de planejamento, unificando e criando harmonia na construção dos comitês”.
De acordo com Adelson Anderson, diretor da SGPE, “o objetivo da reunião é o alinhamento estratégico dos três comitês, com o planejamento estratégico do Tribunal de Justiça do Amapá, no sentido de promover a disseminação das informações, de forma padronizada e sistemática”.

Ainda de acordo com Adelson, o próximo passo é “a formalização de todo o processo de trabalho no sentido de darmos os devidos encaminhamentos ao membro gestor da Tecnologia da Informação e Comunicação deste Tribunal, o juiz Nilton Bianquini Filho, Auxiliar da Presidência”.

- Macapá, 24 de maio de 2021 -

TJAP e Justiça Federal debatem projeto de TI para melhoria do serviço de Comunicação de Dados em Oiapoque  

TJAP_TRF-TIoiapoque.jpeg

A Justiça do Amapá é reconhecida pela sua linha vanguardista, priorizando a utilização das ferramentas tecnológicas para o aprimoramento da prestação jurisdicional, e segue sempre buscando soluções para aperfeiçoar cada vez mais os serviços ofertados ao cidadão amapaense. Como exemplo, a equipe do Departamento de Informática e Telecomunicações esteve reunida com a equipe técnica da Justiça Federal para ajustar uma cooperação que tem como objetivo a ampliação do Serviço de Comunicação de Dados na Comarca de Oiapoque.

Segundo o diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações, Luiz Hamilton, a discussão foi com base na metodologia de acesso à internet e comunicação de rede que a Justiça Federal já dispõe. “A nossa região ainda sofre com algumas inconsistências no serviço de fornecimento de dados, então estamos alinhando os entendimentos para entendermos como se deu a contratação da empresa que presta o serviço de Internet para a Justiça Federal em Oiapoque, uma vez que ela utiliza uma operadora nacional com fornecimento de internet via satélite que vem da Guiana Francesa. Então vamos tentar viabilizar esse serviço na Comarca de Oiapoque para garantir estabilidade no acesso”, comentou o servidor.

Estiveram presentes na reunião virtual representando o TJAP, o diretor do DEINTEL, Luiz Hamilton, Cadu Calixto, Paulo Alves e Francisco Boa. Pela Justiça Federal, participaram Paulo Lagóia, Diretor de TIC da Seção Judiciária do TRF1 no Amapá; e Jimmy Trindade, diretor de Infraestrutura - Seção Judiciária do TRF1 no Amapá.

Tribunal de Justiça do Amapá realiza investimentos para a construção do novo Data Center

datacenterinovacaotjap_1.JPGCom o objetivo de aperfeiçoar e renovar a infraestrutura tecnológica do centro de dados (Data Center) do Tribunal de Justiça do Amapá, o Departamento de Informática e Telecomunicações (DEINTEL), desenvolveu um projeto complexo e de grande envergadura que irá proporcionar um upgrade tecnológico histórico para o Poder Judiciário. “O Data Center é um ambiente físico, com segurança reforçada, projetado para abrigar equipamentos importantes e vitais para processamento de dados, armazenamento e comunicação de informações do Poder Judiciário, composto por tecnologias de última geração”, disse o diretor do DEINTEL, Marco Antônio Craveiro.

datacenterinovacaotjap_8.jpgO diretor ainda ressalta que “este projeto é fundamental para garantir a integridade, segurança e disponibilidade dos dados do TJAP, e vai proporcionar um serviço com maior celeridade e qualidade ao jurisdicionado".

datacenterinovacaotjap_6.JPGO projeto, que foi elaborado nos anos de 2019 e 2020, é formado por dez subsistemas, que são: projeto executivo; obra civil; sistema elétrico; grupo gerador; nobreaks; banco de baterias; rede lógica; sistema de detecção e combate a incêndio; videomonitoramento e monitoramento remoto 24 horas.

datacenterinovacaotjap_7.jpgJonas Gil, diretor da Divisão de Telemática (DITEL), informa que a implantação dessa nova estrutura do Data Center “eleva os serviços de tecnologia da informação e comunicação do TJAP a outro patamar tecnológico, com maior poder de processamento e de armazenamento de dados, além de aumentar de forma substancial a segurança física e digital das informações custodiada pelo DEINTEL”, analisou.

datacenterinovacaotjap_9.jpgDe acordo com Walmir Mesquita, gerente do projeto, a aquisição é de vital importância ao TJAP, tendo em vista que “a sala de servidores antigas não suportava mais expansão de novos ativos, e com o novo espaço teremos um Data Center capaz de atender a demanda de equipamentos e serviços ao judiciário amapaense para os próximos 10 anos”, finalizou.

- Macapá, 11 de Fevereiro de 2021 -

Assessoria de Comunicação Social

Texto: Eloisa Silva

Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

You Tube: TJAP Notícias

Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial

Instagram: @tjap_oficial

Área de Tecnologia da Informação e Comunicação do TJAP se destaca no resultado do iGov-TIC 2020 do CNJ

TITJAPDESTAQUECNJ (1).jpgA área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Departamento de Informática e Telecomunicações do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), que tem como diretor o servidor Marco Antônio Craveiro, obteve nota 0,81 (nota máxima é 1,0), classificado como “aprimorado” no índice iGov-TIC 2020 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Entre os 37 tribunais de pequeno porte, o TJAP ficou em 14° lugar – há um total de 92 tribunais entre as categorias pequeno, médio e grande porte. “Esse resultado se deve aos investimentos de TI realizados na gestão do desembargador-presidente João Lages”, disse Craveiro. (CONFIRA O PAINEL COM O RESULTADO AQUI).

O diretor explicou que “este painel apresenta gráficos do resultado geral, média por segmento, média por dimensão, evolução histórica geral, relatórios detalhados, notas de cada órgão, respostas do questionário por órgão e por tipo de pergunta”. “Ainda é possível, por meio do painel, filtrar por ano, segmento da Justiça, Tribunal/Órgão e porte”, detalhou Craveiro.

O iGovTIC-JUD é um índice desenvolvido com o propósito de identificar, avaliar e acompanhar a situação da Governança, Gestão e Infraestrutura de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC)  dos órgãos do Poder Judiciário. A aplicação do iGovTIC-JUD ocorre anualmente e conta com a participação de 92 órgãos que são classificados de acordo com as notas obtidas entre os níveis de maturidade “Baixo”, “Satisfatório”, “Aprimorado” e “Excelência”.

A Estratégia Nacional de Tecnologia da Informação e Comunicação (ENTIC-JUD) foi instituída pelo CNJ, por meio da Resolução nº 211/2015, para o período de 2015/2020. Em seu artigo 32, a norma determina a realização de diagnóstico anual do cumprimento das diretrizes estratégicas de nivelamento.

- Macapá, 23 de Novembro de 2020 -

Departamento de Informática do TJAP elabora cartilha com Recomendações para o uso Seguro do WhatsApp

CARTILHA WHATSAPP.jpg

A frequência de crimes cometidos por meio de clonagem e invasão de hackers a contas de WhatsApp, tendo como vítimas até mesmo  magistrados e servidores da Justiça do Amapá, motivou o Departamento de Informática e Telecomunicações (DEINTEL), por meio da Unidade de Servidores e Segurança da Informação, a criar uma cartilha com Recomendações para o uso Seguro do WhatsApp. De acordo com Marco Antônio Craveiro, Diretor do DEINTEL, “o aplicativo está presente no smartphone de 99% dos brasileiros, e 93% usam todo dia, e não é exagero dizer que se tornou essencial para a vida dos usuários”. (ACESSE AQUI A CARTILHA)

O preço pago por este uso massivo é alto. “Alguns criminosos se aproveitam dessa dependência e - com golpes muito bem arquitetados - roubam dinheiro, informações e praticam crimes hediondos por meio do WhatsApp” enfatizou craveiro. Diante deste cenário, o DEINTEL desenvolveu a cartilha para oferecer apoio qualificado para que os usuários (serventuários e magistrados) desse aplicativo de mensagem instantânea consigam identificar e se proteger das principais fraudes praticadas.

A cartilha orienta sobre captura de conta de WhatsApp” pelo código de acesso; funcionamento do acesso ao aplicativo; como funcionam os golpes; providências de segurança; como utilizar o WhatsApp Web com segurança, entre outras dicas.

- Macapá, 14 de Outubro de 2020 -

Departamentos de Informática, Sistemas e Gestão Processual concentram esforços para garantir o Teletrabalho no Judiciário do Amapá, neste período da pandemia do Coronavírus

WhatsApp Image 2020-03-25 at 10.17.47.jpegOs departamentos de Informática e Telecomunicações (DEINTEL), de Sistemas (DESIS) e a Secretaria de Gestão Processual Eletrônica (SGPE) do Judiciário Amapaense têm sido essenciais para que a Justiça do Amapá não pare, mesmo cumprindo as medidas de isolamento social durante a pandemia do novo coronavírus. Com trabalho incansável desde o feriado de São José, 19 de março, as equipes têm se mantido em ação desde as primeiras horas do dia até tarde da noite, dando respostas às demandas de magistrados, servidores e colaboradores de todas as comarcas dos estados.

WhatsApp Image 2020-03-25 at 10.20.06.jpeg“O trabalho está bem intenso e toda a nossa equipe tem se dedicado a montar procedimentos, planos de trabalho e toda uma estratégia de atuação. Aqui no DEINTEL uma parte da equipe, com 10 pessoas, está atuando presencialmente no Tribunal e o restante está em home office, permanentemente online e à disposição”, explicou Antônio Craveiro, Diretor do Departamento.

O Diretor explicou ainda que está sendo oferecido acesso via VPN (sigla em inglês para Rede Virtual Privada), que possibilita o link com  a intranet do TJAP para servidores e magistrados. “Este é um acesso muito restrito e a equipe está focada especialmente nisso. O esforço desta semana é para que a partir da semana que vem possamos reduzir ainda mais a equipe presencial e continuar dando o suporte de forma remota”, acrescentou.

WhatsApp Image 2020-03-25 at 10.20.37.jpeg

Luiz Henrique Paranhos, Diretor do DESIS, disse que a equipe do Departamento não mede esforços para permitir a continuidade dos serviços nas áreas judiciais e administrativas. “Entre as ferramentas virtuais que estamos utilizando estão: plenário virtual, atos dos magistrados, distribuição, petições, bem como novas ferramentas que estaremos disponibilizando nos próximos dias, como a sustentação oral em ambiente virtual na área judicial e módulos de assinatura eletrônica de documentos na área administrativa”, complementou.

WhatsApp Image 2020-03-25 at 10.21.58.jpegNo DESIS toda equipe está trabalhando remotamente através de redes virtuais privadas (VPNs), mas, em casos imprescindíveis, técnicos poderão atuar presencialmente tomando as medidas preventivas recomendadas pela OMS. “Com certeza, as ações desempenhadas pela área de TI fazem hoje um imenso diferencial, propiciando conforto e estabilidade em um cenário crítico como o atual, colaborando diretamente para preservar a saúde dos magistrados, serventuários, colaboradores e demais operadores do direito, além dos jurisdicionados”, destacou Luiz Henrique.

WhatsApp Image 2020-03-25 at 10.22.32.jpegO Diretor da SGPE, Adelson Anderson, disse que a equipe está trabalhando incansavelmente para elevar a plataforma virtual para que todos os magistrados e servidores possam ter tranquilidade de realizar seu trabalho em casa, evitando o contágio pelo novo coronavírus. “Nossa tarefa é disponibilizar ao máximo as ferramentas virtuais e, com isso, contribuir fortemente para evitar a proliferação do vírus. No momento, são 25 pessoas atuando presencialmente nos três setores, para que centenas fiquem em casa”, concluiu Adelson.

 

 

TJAP e IAPEN iniciam instalação de sistema integrado de Videoconferência

videoiapentjinform (1).jpgO Tribunal de Justiça do Amapá, em cooperação com o Instituto Penitenciário do Amapá, realizou nesta terça-feira (11) a primeira fase da instalação do sistema de Videoconferência, que irá complementar o sistema já existente no Poder Judiciário. Nesta primeira etapa, o Data Center do TJAP recebeu a instalação de dois novos servidores e de um Multiponto Control Unit (MCU). Ao todo foram investidos cerca de quatro milhões de reais em equipamentos.

videoiapentjinform (6).jpgO diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações, Marco Antônio Craveiro, explica que o termo de cooperação foi resultado de uma política nacional do Departamento Penitenciário Nacional (DEPEN) para implementação do serviço de videoconferência nas unidades prisionais. “A partir da política formulada pelo DEPEN, faremos um gerenciamento compartilhado do sistema com a equipe técnica da Penitenciária para abrigarmos em nossa estrutura os equipamentos adquiridos”, afirmou Craveiro.

A cooperação com o Instituto Penitenciário terá quatro fases de instalação. Após a instalação dos servidores no Data Center do TJAP, a segunda ocorrerá dentro da estrutura do IAPEN, em seguida os Fóruns das Comarcas de Macapá, Santana e Mazagão receberão o novo sistema. Por fim, as demais comarcas do Interior receberão as novas instalações. A previsão para o pleno funcionamento do sistema é o final do primeiro semestre.

videoiapentjinform (15).jpg

Segundo o gerente do projeto, Walmir Mesquita, entre as etapas de instalação ocorrerão treinamentos das equipes. “Estaremos capacitando o corpo técnico do Tribunal de Justiça e IAPEN para que possam fazer a correta operacionalização deste sistema, que certamente será mais um avanço no que diz respeito à agilidade do Sistema de Justiça do Amapá”.

Walmir Mesquita reforça que o sistema não se restringe ao estado do Amapá, podendo ser utilizado em todo o território nacional e até mesmo em âmbito mundial. “Embora o público alvo do projeto seja o jurisdicionado local, vale ressaltar que o sistema não se limita ao Amapá, tendo alcance mundial, como já demonstrado por equipes do NUPEMEC que já realizaram audiência com partes que estavam no Japão”, ratificou o servidor.

videoiapentjinform (9).jpgChefe da Unidade de Informática do IAPEN, Atiel Nunes, destacou as vantagens que o sistema de videoconferência proporcionará para o Poder Judiciário, estado do Amapá, advogados, partes e sociedade em geral. “O uso desta tecnologia será muito importante para o Poder Público, pois com ele será possível reduzir gastos com economia de combustível, infraestrutura para o translado dos reeducandos, entre outros gastos que são comuns nestes casos”, comentou.

- Macapá, 12 de fevereiro de 2020 –

 

Justiça do Amapá garante Internet a seis postos avançados do interior do Amapá

postoavancadointernet (1).jpgA Internet chegou aos postos avançados do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), em alguns deles onde ainda não há serviços de dados comercializados. A novidade é fruto do trabalho do Departamento de Informática, por meio da Divisão de Telemática. Quatro postos: Cutias do Araguari, Itaubal do Piririm, Pracuuba e Serra do Navio já estão servidos por meio de fibra ótica e rádio. Outros dois, Vila Progresso (Bailique) e Lourenço (Calçoene), terão Internet via satélite até o final de fevereiro.

postoavancadointernet (4).jpg“A instalação de Internet nos postos avançados é uma demanda antiga nossa. O isolamento dessas Unidades estrangulava a prestação jurisdicional, pois fazia com que o envio de documentos fosse feito pelos Correios, com todas as dificuldades inerentes, e, por exemplo, impedia que nas audiências se pudesse consultar o andamento de um processo ou os antecedentes de um réu”, relatou o Juiz Luiz Carlos Kopes Brandão, titular da Vara Única da Comarca de Ferreira Gomes, que abrange os postos avançados de Cutias e Pracuúba.

“Agora, poderemos enviar e obter informações em tempo real, e as audiências serão feitas no Sistema Tucujuris e estarão disponíveis imediatamente para consulta e outras providências. Sem dúvida, um salto imenso de qualidade, e é necessário agradecer à Presidência do Tribunal por ter viabilizado isso”, enfatizou o magistrado.

Ferreira Gomes é um município localizado há 140 km de Macapá, ocupa uma área de 5.046,258 km2, banhado pelo rio Araguari, onde está situada a hidrelétrica Coaracy Nunes. Ao Norte tem limites com os municípios de Pracuúba e Amapá; ao Sul, com Porto Grande; à Leste com Tartarugalzinho e Cutias; e a Oeste com Porto Grande e Serra do Navio. O acesso aos postos avançados se dá por meio terrestre, no caso de Cutias do Araguari em um percurso de 160 km, percorrendo um trecho pavimentado e mais um trecho de estrada de chão. Pracuúba distante 130 km da sede da Comarca, por estrada pavimentada.

Isoladas pela complexidade geográfica típica da Amazônia, à exceção de Serra do Navio que já contava com estrutura tecnológica, essas unidades contavam apenas com telefonia. “No ano passado conseguimos o orçamento e iniciamos o processo de licitação dos serviços, e agora estamos na fase de implantação”, explicou Jonas Gil, da Divisão de Telemática. A infraestrutura encontrada em Serra do Navio foi herdada da extinta Comarca do município, absorvida pela Comarca de Pedra Branca do Amapari. “A geografia e o acesso a esses locais são fatores que dificultam a implantação, mas estamos conseguindo realizar”, detalhou Jonas. 

postoavancadointernet (3).jpgUm exemplo desta dificuldade de acesso é o arquipélago do Bailique, para onde o acesso é exclusivamente fluvial. “Por isso que o Bailique e a comunidade do Lourenço ficaram por último, são os mais isolados e só foi possível a contratação do serviço via satélite”, disse Jonas Gil, destacando o empenho de toda a equipe da Divisão de Telemática e da direção do Departamento de Informática, na pessoa do Diretor Marco Antônio Craveiro, para a ativação desses links.

“Houve uma migração contratual. Saímos de contratos fragmentados, vislumbrando não mais a prestação de pequenos serviços, mas vendo o Tribunal com a perspectiva de grandes soluções de T.I., e conseguimos migrar mais de 60 links para dois contratos somente. Um deles envolvendo a capital e o interior, e outro exclusivo para Bailique e Lourenço, de Internet satelital”, finalizou Jonas Gil.

- Macapá, 31 de janeiro de 2019 –

Robô de inteligência artificial é desenvolvido no TJAP para agilizar andamento de processos com demandas repetitivas

robointeligencia (6).jpgO Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), por meio do Departamento de Sistemas (DESIS), criou a custo zero um robô de inteligência artificial para facilitar o trabalho dos magistrados e servidores que atuam, inicialmente, nos juizados da fazenda pública. “Esta ferramenta identifica todas as situações em que há demandas repetitivas, podendo ser autuadas de imediato. Não será mais necessário que um servidor verifique um a um dos processos que apresentam essas características”, explicou o juiz Paulo Madeira, auxiliar da presidência do TJAP.

robointeligencia (7).jpgTão logo o advogado insira a petição inicial no sistema Tucujuris, o robô identifica se há na base de dados do sistema demanda semelhante. Ao constatar, reúne e ordena em forma de processo a nova demanda. “Assim, quando o juiz for proferir sua decisão, pode fazê-lo em lotes, agilizando o andamento processual”, destacou o juiz Paulo Madeira.

robointeligencia (4).jpgUtilizada em experiência piloto nos juizados cíveis e de fazenda pública, a ferramenta será expandida, posteriormente, para os demais juizados e juízos comuns. “Com isso a hora de trabalho dos servidores poderá ser mais voltada para as tarefas que exigem elaboração e raciocínio”, enfatizou o magistrado.

- Macapá, 08 de novembro de 2019 -

 Assessoria de Comunicação Social do TJAP

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

 

Departamento de Informática cria o Aplicativo "TJAP Ramal"

app-tjap-ramais (1).jpeg

Para facilitar a comunicação no Judiciário Amapaense com a sociedade, e entre seus magistrados, servidores e colaboradores, o Departamento de Informática e Telecomunicações do Tribunal de Justiça do Amapá (DEINTEL) criou o aplicativo TJAP Ramal, disponível para download por meio da loja Google Store para a plataforma Android. O aplicativo oferece a opção de escolher qual unidade da justiça deseja a ser contatada, exibindo o número de ramal disponível, que pode ser acionado com em apenas um clique. Futuramente, a equipe espera implementar o aplicativo na plataforma (IOS), loja de aplicativos da Apple. Estimam-se de dois a três meses até o lançamento.

app-tjap-ramais (2).jpgA inovação foca em desvincular os ramais da personalidade dos servidores. “Os servidores podem ser realocados e as pessoas precisam se comunicar com eficácia diretamente com os setores, o que não é possível uma vez que o servidor muda de setor e as informações não são atualizadas em tempo real”, explica Sandro Silva, analista de sistema. 

app-tjap-ramais (4).jpegPara construir o aplicativo, a equipe do Departamento de Informática levou 45 dias, e fez um mapeamento setorial, visitando cada unidade judiciária para atualizar as informações. Os usuários também podem ajudar a melhorar a experiência de uso, sugerindo melhorias e relatando possíveis erros no app, ligando diretamente para o ramal do DEINTEL: 3343.

Macapá, 30 de Setembro de 2019 


Plenário Virtual do TJAP entra em funcionamento com inserção do primeiro processo para julgamento

lançaplenavirtual (1).jpgNo final da manhã de quarta-feira (14) foi realizada a primeira inserção de processo no Plenário Virtual do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), marcando assim a implementação oficial da ferramenta de julgamento eletrônico. A ocasião contou com a presença do juiz Paulo Madeira, auxiliar da presidência, das equipes dos departamentos de Sistemas, Informática, Secretaria de Gestão Processual Eletrônica e assessores jurídicos de todos os gabinetes. A ferramenta foi normatizada por meio da Resolução nº 1310/2019, aprovada durante a 774ª Sessão Administrativa, ocorrida em maio deste ano.

lançaplenavirtual (7).jpgDe acordo com o juiz Paulo Madeira o novo sistema proporcionará maior celeridade no andamento processual, permitindo aos magistrados julgar em sessão coletiva de qualquer lugar do mundo. “Essa ferramenta aperfeiçoa o trabalho judicial, permitindo o julgamento de processos em qualquer lugar que tenha acesso à internet. Sem dúvida o maior beneficiário de todo esse movimento é o cidadão amapaense”, argumentou.

lançaplenavirtual (5).jpgDurante a reunião foi feita a inclusão do Processo 1317/18, de relatoria do desembargador-presidente do TJAP João Guilherme Lages, que já está no ambiente da Secretaria do Pleno para o devido andamento processual. “A inclusão do primeiro processo no Plenário Virtual marcou oficialmente o início das atividades por meio deste sistema, que a partir deste momento já está livre para a inclusão de novos processos na pauta de julgamentos”, informou o juiz auxiliar da Presidência.

Desenvolvido pelo Departamento de Sistemas, foram mais de dois meses de intenso trabalho até a implementação do Plenário Virtual. Para isso, cerca de seis servidores integraram uma força-tarefa para a conclusão do projeto, conforme explicou o diretor do DESIS, Luiz Henrique Paranhos. “A integração do aspecto técnico com aspecto jurídico requer um profundo estudo, por isso nos empenhamos coletivamente com diversos departamentos do Tribunal para a construção do Plenário Virtual, que é agora uma realidade”.

lançaplenavirtual (2).jpgDe acordo com Luiz Henrique, o sistema utiliza o Tucujuris Web e representa o fluxo desde o pedido de inclusão do processo na pauta até o julgamento, com emissão de certidões que são geradas no processo. O diretor ressaltou também que a equipe já iniciou os trabalhos para integrar o Plenário Virtual ao Processo Judicial Eletrônico do CNJ. “Neste primeiro momento criamos um módulo a mais no sistema Tucujuris, mas já estamos trabalhando no sentido de adaptar a ferramenta ao PJe, que começará a ser utilizado em breve pelo TJAP”, concluiu.

 

- Macapá, 15 de agosto de 2019 -


 

Servidores do Departamento de Informática do TJAP são treinados em ferramenta de segurança da informação, em SP

leandroboatreino 1O Judiciário Amapaense não mede esforços para reforçar cada vez mais a segurança do seu sistema de informações. Na última semana, o analista judiciário Francisco Boa Barbosa Junior e o técnico judiciário Leandro Ferreira Bezerra, da Divisão de Telemática (DITEL) do Departamento de Informática e Telecomunicações (DEINTEL) participaram do Curso “PAN210 – FIREWALL 8.0: ESSENTIALS CONFIGURATION AND MANAGEMENT”, treinamento de um dos principais firewalls (dispositivo que aplica uma política de segurança a determinado ponto de rede) de defesa da informação, realizado de 05 a 09 de agosto, em São Paulo, tendo como instrutor André Napoleão.

leandroboatreino 3Promovido pela Westcon-Comstor Americas, que opera na America do Norte e América Latina, o treinamento combinou conhecimento técnico e experiência de mercado com programas de capacitação. Para o Tribunal de Justiça do Amapá, o curso qualificou ainda mais equipe da DEINTEL para o uso da ferramenta de segurança e sua adequação às necessidades do Tribunal.

Segundo Leandro Ferreira de Oliveira Bezerra, “atualmente esse firewall é uma das mais modernas ferramentas de defesa contra ataques na rede. No treinamento foram estabelecidas e conhecidas as maiores necessidades do Tribunal de Justiça do Amapá e vimos algumas características do equipamento que não tínhamos domínio”.

O servidor revelou que os ataques na internet ocorrem o tempo todo e o equipamento é o principal responsável por filtrar o que é válido e o que é ciberataque nas redes do Judiciário. “A ferramenta ajuda com uma camada maior de segurança e a principal diferença de um firewall normal para o que nós temos é a possibilidade de enxergar e combater de forma muito mais profunda esses ataques”, explicou.

O técnico celebrou os atuais investimentos e reforços do TJAP na área de segurança da informação, ressaltando que é uma forma de impedir as invasões cibernéticas e zelar pela segurança das redes do Tribunal de Justiça. “O treinamento teve muita relevância no sentido de dar impulso a padrões de segurança estabelecidos no mundo todo. Ferramentas como essas são investimentos importantíssimos na área de segurança da informação”, finalizou.

- Macapá, 13 de Agosto de 2019 -

440ª Sessão da Secção Única do Tribunal de Justiça do Amapá é transmitida ao vivo pela internet

vivosecacaounica (1).pngApós a estreia da primeira transmissão ao vivo, pela internet, da 692ª Sessão Judicial na manhã da última quarta-feira (7/8), o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) deu prosseguimento com as transmissões na manhã desta quinta (8/8). Com auditório lotado, a Secção Única em sua 440ª Sessão Ordinária julgou 74 processos, dentre habeas corpus e revisões criminais.  A reunião do Órgão Colegiado foi transmitida ao vivo pelo Canal do TJAP no Youtube pelo link http://www.youtube.com/user/TJAPNoticias.

vivosecacaounica (11).jpgA novidade marca a história do Judiciário amapaense, que se aproxima cada vez mais da população por meio da tecnologia. A iniciativa veio para possibilitar o acompanhamento das decisões da Justiça em tempo real, e acrescenta mais um fator de transparência. “É um momento importante para o Poder Judiciário, pois é mais um canal de acesso em favor da sociedade”, disse a vice-presidente do TJAP, desembargadora Sueli Pini, que preside a Secção Única.

A transmissão é um esforço colaborativo entre a Diretoria-Geral, o Departamento de Informática e Telecomunicações (DEINTEL), o Departamento de Sistemas (DESIS) e a Assessoria de Comunicação Social do TJAP.

Com quatro câmeras de qualidade HD e Full HD instaladas nas áreas central e laterais do Plenário, os usuários que acompanhavam pela internet a Sessão parabenizaram o TJAP pela inovação. “Parabéns ao Tribunal do Amapá pela iniciativa”, elogiou Rizonilson Barros no chat ao vivo.

- Macapá, 08 de Agosto de 2019 -


Início das transmissões ao vivo pela internet marca 692ª Sessão do Pleno do Judicial do TJAP nesta quarta-feira (7/8)

PLENOAOVIVOHJ (1).jpgPleno do Tribunal de Justiça inaugura um novo tempo com a transmissão ao vivo, pela internet, de sua 692ª Sessão Judicial, realizada na data de hoje (07/08). Na abertura da sessão, o presidente da Corte da Justiça, desembargador João Lages, falou de sua “alegria em contribuir para a história do Poder Judiciário no Amapá, com o início das transmissões ao vivo das sessões do Pleno, da Câmara Única e da Secção Única a partir deste dia”.

PLENOAOVIVOHJ (13).jpgO desembargador-presidente ressaltou ainda que a iniciativa resulta de “um esforço concentrado no sentido de garantir, não só a transparência dos julgamentos, mas a comunicação em tempo real com os jurisdicionados”. 

PLENOAOVIVOHJ (4).jpgO gestor, que desde sua posse em março deste ano vem priorizando o bom uso das redes sociais como ferramenta de democratização do acesso à informação, solicitou aos seus pares: “Com esta mudança de paradigma, ao expressar nossos votos e opiniões, fundamentadas nas nossas convicções jurídicas, filosóficas e acadêmicas, que o façamos de forma que a população possa compreender e acompanhar, afinal, decidimos aqui acerca da gerência do estado democrático de direito no Amapá, com decisões que impactam a vida de milhares de pessoas que moram neste extremo norte do país”.

PLENOAOVIVOHJ (14).jpgA 692ª Sessão Judicial do Pleno do TJAP analisou nove processos, dentre os quais os Embargos de Declaração no Mandado de Segurança nº 0000324-05.2018.8.03.0000, por meio do qual o embargante, ex-deputado estadual Moisés Reátegui de Souza, que se contrapõe ao Acórdão proferido em processo que cassou seu mandato como presidente da Assembléia Legislativa em 2018. Os embargos foram rejeitados por unanimidade.

PLENOAOVIVOHJ (15).jpgPresidida pelo desembargador João Lages (presidente do TJAP), a 692ª Sessão Judicial do Pleno contou com a participação dos desembargadores Carmo Antônio de Souza; Agostino Silvério Junior; Sueli Pini (vice-presidente do TJAP); Carlos Tork e Rommel Araújo. Representando o Ministério Público estadual, compareceu o procurador de justiça Nicolau Crispino.

- Macapá, 07 de Agosto de 2019 - 


TJAP e PGE alinham cooperação para compartilhamento de sistema de videoconferência

PGETJAPREUNE (1).JPGNa tarde desta terça-feira (30), o presidente do Tribunal de Justiça do Amapá, desembargador João Guilherme Lages, recebeu a equipe da Procuradoria Geral do Estado para alinhar ações sobre a utilização do sistema de videoconferência. Na reunião, a equipe da PGE solicitou ao Tribunal de Justiça o compartilhamento de sua estrutura de videoconferência, em especial nas Comarcas do Interior visando a otimização e economia de recursos financeiros, além de proporcionar maior agilidade e praticidade nas resoluções dos conflitos.

PGETJAPREUNE (2).JPGSensível à solicitação feita pela PGE, o desembargador-presidente destacou a cooperação entre os atores do sistema de Justiça para a melhor prestação jurisdicional. O chefe do Poder Judiciário Estadual considerou ainda o fortalecimento da atuação da PGE nas Comarcas do Interior como fator preponderante para a cooperação.

“Compreendemos o objetivo da Procuradoria e nos colocamos à disposição para este compartilhamento, sobretudo nas comarcas do interior, onde geralmente são encontradas dificuldades no deslocamento. Com a cooperação possibilitaremos a presença da PGE em um maior número de audiências”, afirmou.

PGETJAPREUNE (9).JPGDurante o encontro, o diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações (Deintel), Marco Antônio Craveiro, ressaltou os avanços nas instalações dos pontos de videoconferência em todo o estado. Das 12 Comarcas do Judiciário amapaense, sete já possuem sistema de videoconferência. “Fizemos recentemente uma expansão com a instalação de 21 pontos de videoconferência em todo o estado”, acrescentou.

Os primeiros testes de audiências por videoconferência com a Procuradoria Geral do Estado estão previstas para a primeira semana de agosto.

PGETJAPREUNE (3).JPGAlém do desembargador-presidente, compuseram a equipe do TJAP o juiz auxiliar da Presidência, Paulo Madeira; o chefe de gabinete da Presidência, Veridiano Colares; e o Diretor-Geral do TJAP, Alessandro Rilsoney. Pela Procuradoria Geral do Estado participaram os procuradores Narson Galeno (procurador-geral), Thiago Albuquerque (subprocurador), Clésio Cunha (procurador corregedor) e o técnico Thairone Monteiro (coordenador da Divisão de Modernização e Tecnologia da Informação).

- Macapá, 31 de julho de 2019 -

 


Servidores do TJAP participam de eventos sobre Inovação Tecnológica no Judiciário, em Brasília

judexpo (1).jpgOs servidores Luiz Henrique Paranhos Barbosa, diretor do Departamento de Sistemas (Desis), e Marco Antônio Campos Soares Craveiro, diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações (Deintel), representaram o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) em dois importantes eventos de tecnologia em Brasília: o Encontro Nacional de Soluções de Tecnologia, Inovação e Criatividade da Justiça Federal (ENASTIC-JF 2019), realizado no dia 11 de junho; e o Congresso Inovação, Tecnologia e Direito para o Ecossistema de Justiça (EXPOJUD), realizado nos dias 12 e 13.

judexpo (4).jpegOs dois eventos reuniram representantes da Justiça, especialistas de mercado e  academia para debater os desafios relacionados à modernização e compartilhamento de boas práticas e ideias sobre a aplicação de inovações tecnológicas dentro do Sistema Judiciário. Em ambas as ocasiões foram debatidos temas como: Inteligência Artificial, Cloud Computing, Machine Learning, Big Data, Blockchain, PJE, LGPD, além de cases de sucesso dos Tribunais.

De acordo com Craveiro, os eventos possibilitaram o acesso a novas tecnologias, soluções e criação de networking com demais profissionais da área de Tecnologia da Informática e Comunicação (TIC) de outros Tribunais de Justiça, além de muita troca de experiências.

judexpo (2).jpegEncontros e congressos dessa natureza são importantíssimos, pois, a partir da experiência e conhecimento adquirido, temos a possibilidade de nortear melhor nossos projetos e ações dentro do Tribunal de Justiça do Amapá”, enfatizou o diretor do Deintel.

O diretor Luiz Henrique destacou que o EXPOJUD foi um primeiro encontro sobre a revolução exponencial do segmento de tecnologia e direito que está ocorrendo no sistema da Justiça. Dentre os temas em debate no congresso, Luiz Henrique enfatizou a Lei Geral de Proteção de Dados pessoais (LGPD). “A LGPD vai acarretar em impactos e mudanças nos Tribunais do Brasil quando entrar em vigor, daqui a um ano, e vai trazer uma grande demanda para complementá-la nos nossos sistemas e estruturas”, assegurou.

- Macapá, 17 de Junho de 2019 -


Servidores do TJAP participam do 6º Encontro Nacional de Tecnologia da Informação da Justiça Estadual em Recife/PE

craveiroluiz ( (1).jpgOs servidores, Marco Antônio Craveiro, diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações (Deintel), e Luiz Henrique Paranhos Barbosa, diretor do Departamento de Sistemas (Desis) do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP), participaram do 6º ENASTIC - Encontro Nacional de Tecnologia da Informação da Justiça Estadual, realizado na Escola Judicial de Pernambuco (ESMAPE), no período de 24 a 27 de abril.

craveiroluiz ( (6).JPGO evento teve o objetivo de debater sobre as principais tecnologias aplicadas à Justiça Nacional e apresentou cases aplicados à realidade do Judiciário, como o Processo Judicial Eletrônico (PJE), e soluções de Inteligência Artificial, desenvolvidas e utilizadas por tribunais do Brasil.

“Hoje o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) quer unificar a Justiça do país. E com o PJE, os advogados e as partes não irão mais ter a necessidade de acessar vários sistemas onde sempre enfrentam diversas dificuldades. Na atual gestão do TJAP, o desembargador Lages, alinhado com a gestão anterior, está aderindo ao Programa”, ressaltou Craveiro.            

Fcraveiroluiz ( (10).JPGoram dez horas de palestras por dia sobre temas que impactam diretamente na gestão do Poder Jurídico. Entre os temas foram debatidos: O Poder Judicial no futuro; Gestão de Certificados; Utilização de tecnologia em Nuvem do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); Novos Recursos para o PJE; Lei Geral de Proteção de Dados, sancionada em 14 agosto de 2018 e que dispõe sobre tratamento de informações de terceiros; Novas tendências aplicadas ao Judiciário, como a Hiperconvergência, uma nova plataforma que facilita/unifica soluções.  

“Essa experiência serviu para tomarmos conhecimento sobre as novas tecnologias dentro do ecossistema da Justiça brasileira. Além da importância de armazenamento de dados em nuvens com sistema todo online visando a otimização dos serviços aos jurisdicionados”, finalizou Luiz Henrique.               

- Macapá, 03 de Maio de 2019 


TJAP recebeu acadêmicos de Rede de Computadores para conhecerem o parque tecnológico da instituição

visitaalunosinfo (1).jpgO Departamento de Informática e Telecomunicações (Deintel) do Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) recebeu, na última sexta (05), um grupo de 15 acadêmicos do curso de Rede de Computadores da Faculdade Estácio SEAMA para uma visita técnica nas estruturas de rede do TJAP. Os acadêmicos, todos do primeiro semestre, foram recepcionados pelo servidor Odirlei Lopes, analista de rede do Deintel.

De acordo com o analista, a visita é parte de um projeto que a faculdade vem desenvolvendo nas instituições do Estado, liderado pelo professor Elvis de Araújo e teve o objetivo de apresentar as tecnologias que comportam a estrutura do sistema de rede do TJAP.

visitaalunosinfo (3).jpg“Eu os levei em todos os ambientes, desde a área do usuário até a área principal, que é a do nosso data Center. Mostramos todos os andares, explicamos como funciona a interligação entre esses andares e os equipamentos que fazem a comunicação, desde a parte física a parte lógica com os programas de gerenciamento”, explicou Odirlei Lopes.

Esta foi a segunda vez que acadêmicos do curso de Rede de Computadores realizam visita técnica às estruturas do TJAP. “Para o Tribunal é sempre bom receber a comunidade acadêmica. Esta aproximação é fundamental para o aluno que passa a conhecer as tecnologias com as quais um dia vai trabalhar e também um pouco das soluções que ele vai precisar implantar quando chegar no mercado de trabalho”, finalizou o analista de rede.

 Macapá, 11 de abril de 2019 –

Sem Artigos para esta Fonte de Notícias

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD