CEJUSC/Santana realizou primeira oficina sobre “Comunicação Não Violenta” para mulheres atendidas pela Associação Nossa Família

Foto01STN.jpgNa manhã da última quinta-feira (23), o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Santana (Cejusc Santana) realizou a primeira Oficina de Comunicação Não Violenta (CNV) na Associação Nossa Família em Santana, entidade sem fins lucrativos que atende famílias carentes do município. O objetivo da oficina foi introduzir noções básicas de comunicação não violenta para mulheres gestantes que recebem acompanhamento pré-natal da Associação.

Foto02Stn.jpgDurante a oficina, ministrada por Neide Santos e Davi Pinho, as gestantes aprenderam a desenvolver estratégias efetivas de comunicação não violenta a partir de conceitos, reflexões e trocas de experiências que possam transformar as relações humanas por meio da consciência de uma linguagem empática.

 

“Nossa intenção é transformar o ambiente familiar em um local mais saudável. É levar essas habilidades de escuta ativa, de perguntar quando algo não está claro, de olhar não somente para o que eu preciso para estar-bem, mas para o que o outro precisa para conviver bem comigo”, registrou a servidora e facilitadora Neide Santos, do Cejusc Santana.

 

A primeira edição contou com 15 participantes para evitar aglomerações, nela foram desenvolvidas estratégias inclusivas de comunicação empática por meio de exercícios, diálogo e compartilhamento de vivências. “Percebemos que houve um retorno muito positivo. É importante que essas mulheres olhem para dentro de si e entendam como a violência pode se manifestar, como elas podem reagir e melhorar”, disse.

 

O TJAP, por meio do Cejusc Santana, mantém um Termo de Cooperação Técnica desde o ano de 2018, em que a equipe de mediadores atende a comunidade duas vezes no mês, com sessões de mediações e uma vez no mês realiza a oficina de Comunicação Não Violenta.

 

Comunicação Não Violenta (CNV): O que é?

A CNV é a abordagem empática ao nos expressarmos. O conceito de Comunicação Não Violenta se baseia em uma forma de comunicação “baseada em habilidades que fortalecem a capacidade de continuarmos humanos, ainda que em adversidades”.

 

Marshall Rosenberg, o psicólogo que desenvolveu o conceito, explica que a intenção é que “as pessoas se tornem muito mais conscientes daquilo que dizem, saindo das reações automáticas e repetitivas”. Por meio da escuta ativa, o método faz com que as interações ocorram com mais respeito, atenção e empatia.

 

- Macapá, 27 de setembro de 2021 -

 

Assessoria de Comunicação Social do TJAP

Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

You Tube: TJAP Notícias

Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial

Instagram: @tjap_oficial

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD