Justiça Itinerante no Bailique: audiências de mediação proporcionam aproximação entre pais e filhos

MEDIACAOPAIMAE_2.jpgEntre os atendimentos que trouxeram harmonia e cidadania para o Arquipélago do Bailique, durante a 141ª Jornada Fluvial: Justiça Itinerante e Direitos Humanos, está a audiência de mediação que envolvia um acordo entre pai e mãe para conceder a permissão de visitas aos filhos do ex-casal. Natanael, pai das crianças, foi quem procurou os serviços da Justiça para regularizar a situação. "Procurei o Judiciário porque não estava tendo acesso aos meus filhos e, felizmente, conseguimos chegar a um acordo – então saio daqui satisfeito", disse o pai. "Por meio do diálogo, conseguimos um consenso que permitirá as visitas dele aos filhos, assim como o pagamento das pensões", explicou a mãe das crianças, Juliana.

MEDIACAOPAIMAE_3.jpgNilce Helena Ferreira, servidora e conciliadora do Nupemec/TJAP que atuou na audiência de mediação, disse que “fazemos com que as partes possam refletir sobre a necessidade e as demandas um do outro. Conversamos e colocamos a reflexão, tanto para o pai, quanto para a mãe, visando o bem-estar das crianças e garantindo os direitos de ambas as partes”, ressaltou, informando ainda que nessa audiência “conseguimos regularizar as situações das duas crianças de forma completa".

Outro caso emocionante, mediado pela equipe do Judiciário durante a Jornada, foi proporcionar o reencontro entre mãe e filha após quatro anos de separação. As duas foram separadas pelo pai da criança, que falou para a filha que a mãe havia falecido. Por morarem em regiões distantes, a mãe não conseguia chegar até a filha devido à dificuldade de localização da menina, de 10 anos. Após a audiência, as partes entraram em acordo, permitindo a convivência entre todos.

"Percebemos que quando o Poder Judiciário chega, já há uma expectativa acumulada por parte da comunidade, que sempre vem até os postos de atendimento saber quais serão os serviços ofertados. Então, as demandas nunca cessam, o que reforça a necessidade de trazermos a jornada de forma frequente até a localidade”, finalizou a servidora Janete Alencar, que atuou na mediação.

 

- Macapá, 03 de dezembro de 2021 -

 

Assessoria de Comunicação Social

Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800

Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial

Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá

You Tube: TJAP Notícias

Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD