Reinserção: Escritório Social do Amapá completa um ano de implantação

Fotoescritoriosocial1anos_18.JPGO respeito à dignidade humana é essencial para o exercício da nossa cidadania. Faz toda a diferença na vida de todos nós, principalmente das pessoas que deixam o Sistema Penal alimentando o sonho de recomeçar, de retomar suas atividades, reconstruir sua história e fazer diferente as linhas do seu futuro. Neste dia 28 de janeiro de 2022, o Tribunal de Justiça do Amapá (TJAP) celebra um ano de implantação do Escritório Social em Macapá, projeto de reinserção social do Conselho Nacional de Justiça que vem transformando a rotina daqueles que já cumpriram ou que estão em fase final do cumprimento da pena. A iniciativa faz parte do Programa Fazendo Justiça.

Fotoescritoriosocial1anos_21.JPGConcretizado pelo TJAP, por meio da Vara de Execuções Penais (VEP), sob a titularidade do juiz João Matos, em estreita articulação com o Poder Executivo e Defensoria Pública do Estado,o Escritório Social se destina ao acolhimento e acompanhamento de pessoas egressas do sistema carcerário por meio de equipes e redes de serviços de proteção e inclusão social, além do auxílio ao Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (IAPEN) no processo de preparação das pessoas privadas para o exercício de uma liberdade cidadã.

Mesmo com os impactos da pandemia da Covid-19, os trabalhos não pararam e o saldo é animador. De acordo com a equipe, composta pela Gerente do Escritório Social Anne Sanches, a pedagoga e mobilizadora de redes Eunice Silva, a psicóloga Aline Leite, a assessora jurídica Fabíola Pena e pelo técnico Valdeci Almeida, o fluxo de atendimento, neste período de um ano, incluiu demandas como:

-Emissão de documentação civil;

-Demanda emergencial de alimentação: doação de cestas básicas, em parceria com a Cáritas Diocesana de Macapá, Legião da Boa Vontade e Tribunal Regional Eleitoral;

-83 encaminhamentos de inserções produtivas junto ao Conselho da Comunidade;

- Demandas de educação formal, entre: solicitação de documentação escolar, matrículas em creche divulgação aos atendidos e familiares sobre a chamada escolar, disponibilização do espaço do escritório, para efetivação de matrícula, como polo específico para egressos e familiares com dificuldade ao acesso da internet e acompanhamento pedagógico junto às escolas e atendidos para o bom desempenho e conclusão do ano letivo;

- Realização de pré-inscrições em cursos de capacitação pela Casa do Albergado, sendo previstas 200 pré-inscrições, em 14 cursos, nos eixos de alimentação, refrigeração e construção civil.

A equipe do Escritório está a postos e devidamente preparada para atender e realizar os encaminhamentos jurídicos e psicossociopedagógicos, além visitas domiciliares, entrega de cestas básicas, acompanhamentos, buscas ativas, formações, entre outras. 

“Nosso objetivo é o alcance da liberdade cidadã, e o que isto significa? É quando alguém tem a sua garantia de direitos. Queremos proporcionar isso ao público egresso do Sistema Prisional, que eles acessem todos esses direitos e garantias institucionais. Neste último ano, enfatizo em nome da equipe do Escritório um agradecimento para a nossa rede de parceiros que colaboram e contribuem para a efetividade do desenvolvimentos dos trabalhos” ressatou a gerente, Anne Sanches.

A REDE

Além do trabalho acima relatado, a equipe também realizou uma série de visitas institucionais, reuniões e mobilizações de rede com parceiros como: o Sistema Integrado de Atendimento ao Cidadão - SIAC/SuperFácil, Polícia Técnico Científica do Amapá, Centro POP, Secretaria Extraordinária de Políticas para as Mulheres, Casa de Justiça e Cidadania, Legião da Boa Vontade, Cartório de Registro Civil, Cáritas Diocesanas de Macapá, Junta do Serviço Militar, Centro de Atenção Psicossocial, Instituto Federal do Amapá, Instituto de Ensino Superior do Amapá, Secretaria Municipal de Educação de Macapá, Secretaria de Estado da Educação, Secretaria de Estado da Inclusão e Mobilização Social e Defensoria Pública do Amapá.

METAS PARA 2022

O Escritório Social tem como metas para 2022, a informatização do serviço; a formalização de parcerias com as instituições que promovem cursos de qualificação, numa perspectiva de encaminhamento dos qualificados para o mercado de trabalho; articulação com a equipe do programa Fazendo Justiça para elaboração dos regimentos internos dos escritórios sociais; formalização dos procedimentos internos operacionais padrão; além de aumentar o quantitativo de recursos humanos e implementar o grupo operativo dos atendidos.

- Macapá, 28 de janeiro de 2022 -

Assessoria de Comunicação Social
Texto: Hugo Reis
Central de Atendimento ao Público do TJAP: (96) 3312.3800
Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial
Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá
You Tube: TJAP Notícias
Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD