Juiz Adão Carvalho integra Mesa Redonda sobre investigação policial na persecução criminal

juizadao 1O juiz Adão Joel Gomes de Carvalho, Titular da 1ª Vara Criminal da Comarca de Macapá, integrou a Mesa Redonda “A Importância da Investigação Policial na Persecução Criminal”, realizada na terça-feira (17) como parte da programação da Semana do Policial Civil. O evento ocorreu no auditório do Museu Sacaca

juizadao 3O magistrado ressaltou a importância do debate e destacou que “há 26 anos não acontecia um evento dessa natureza no estado”. Afirmou ainda que a temática “demonstra a valorização da área criminal dentro da Polícia Civil, debatendo um assunto importante para o esclarecimento de crimes”. Disse ainda que a “autoridade policial desempenha um papel fundamental na investigação criminal, que começa na delegacia de polícia para descobrir a autoria e a materialidade de um crime”.

Nesse sentido, assegurou o juiz, “os elementos levantados pela Polícia no inquérito policial subsidiam o Ministério Público na oferta da denúncia, que dá início a uma Ação Penal junto ao Poder Judiciário. O juiz só irá decidir com base nas provas juntadas aos autos acerca dessa autoria e materialidade”. Segundo ele, é o trabalho da Polícia que assegura ao Judiciário dar uma sentença que dê respostas à sociedade.

juizadao 2Para a promotora de Justiça Andréa Guedes, que também participou do debate, “o tema escolhido foi de extrema importância para a elucidação dos casos concretos, uma vez que o inquérito policial requer atenção redobrada e minuciosa para que os detalhes mais irrisórios não sejam ignorados na construção da informação da investigação”.

juizadao 6O delegado Roberto Prata, diretor de polícia da capital, destacou que a Polícia Civil tem uma longa e extensa jornada de trabalho de muita dedicação, abdicação da própria segurança e, sobretudo, um trabalho técnico. “O verdadeiro papel da Polícia Civil é investigativo. Ela elucida os casos e isso confunde, muitas vezes, a população com a Polícia Militar, que tem como missão o policiamento ostensivo e a preservação da ordem pública. Essa discussão vem em boa hora para acabar com as dúvidas da categoria e da comunidade”, frisou o delegado Roberto Prata.

Macapá, 18 de Abril de 2018 -                              
Assessoria de Comunicação Social 
Siga-nos no Twitter: @Tjap_Oficial
Facebook: Tribunal de Justiça do Amapá
You Tube: TJAP Notícias
Flickr: www.flickr.com/photos/tjap_oficial
Instagram: @tjap_oficial
Programa Justiça por Elas- Rádio 96.9 FM
Programa Conciliando as Diferenças- Rádio 96.9 FM
Programa Nas Ondas do Judiciário- 630 AM
Programa Justiça em Casa- Rádio 96.9 FM
Programa Justiça Contando Histórias- Rádio Difusora

Selo 28 Anos TJAP Selo 29 Anos TJAP Selo Ouro CNJ Sessões online

O Tribunal de Justiça do Estado do Amapá utiliza cookies em seu portal e Aplicativos para controle de navegação no site e geração de informações estatísticas, os quais são armazenados apenas em caráter temporário para melhorar a experiência do usuário. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com esse monitoramento. Conheça nossa Política de Privacidade, Cookies e a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais - LGPD